Últimas Resenhas

[Resenha] Jogos Macabros - R.L. Stine

10 agosto 2016

Título: Jogos Macabros
Série: Rua do Medo #59
Autor: R. L. Stine
Editora: GloboAlt
Páginas: 280
Ano: 2016



Sinopse:
A história se passa na velha cidade de Shadyside, nos EUA, conhecida por ser palco de acontecimentos misteriosos e aterrorizantes envolvendo os alunos da escola local. Todos na região conhecem a excêntrica e rica família Fear, e sabem também do passado terrível que os assombra. Apesar desses histórico nada promissor, Brendan Fear parece ser um garoto diferente de sua família. Gentil e simpático, o jovem vive rodeado de colegas e chama a atenção de Rachel Martin, uma garota simples, colega de classe dele.
Quando o aniversário de Brendan está prestes a chegar, ele começa a planejar uma comemoração um tanto diferente na isolada ilha do Medo, onde existe um casarão de veraneio pertencente à família Fear. Rachel é uma das convidadas para passar o final de semana no local sombrio e, contrariando os avisos dos amigos, decide ir. No caminho, coisas estranhas já começam a acontecer e, ao chegarem à mansão, Brendan dá as coordenadas para o início de um jogo que se revelará o mais mortal de todos.


Olá 
Pessoal!!

Conhecido mundialmente como o Stepen King da Literatura Juvenil e escritor de 58 volumes de terror e suspense, R.L Stine retorna ao mundo da escrita dando continuidade a sua série Rua do Medo. Quando era mais jovem tive o prazer de ler um dos livros da série, e confesso que até me recordo bem da história, na época fiquei bem impressionada, e agora relendo a escrita do autor, pude retornar aos sentimentos que me captaram na leitura da infância.


"Estávamos presos naquela ilha e dentro de nossos próprios pensamentos, de nossos próprios medos."


Quem já leu alguma obra da série, sabe que tudo de ruim acontece na Rua do Medo, e todos os acontecimentos estão ligados aos alunos da escola local, e esse enredo não poderia ser diferente.

Todo mundo conhece as histórias macabras que rodeiam a família Fear, todos na região acreditam que essa família praticava magia negra e que todas as gerações da família foram amaldiçoadas, os boatos correm, e a fama já repercutiu aos quatro cantos da cidade local.

Rachel sempre teve uma quedinha por Brendan Fear, desde o ensino médio, ela suspira com aquele sorriso lindo e as covinhas que aparecem quando ele sorri, mas ela nunca foi sua amiga, e apesar de ter aula de história no mesmo horário que ele, jamais foram da mesma turma.

Quando Brendan a surpreende com um convite para seu aniversário de 18 anos na casa de veraneio da família, ela não pensa duas vezes antes de aceitar, essa é a chance que ela esperou desde a infância, ficar mais próxima de Brendan e quem sabe rolar algo, talvez até role, mas com certeza vai rolar muito mais do que ela espera.

Ammy, amiga desde de infância de Rachel, tenta alertá-la e impedi-la de comparecer a festa, mas Rachel é teimosa e sua paixonite não lhe permite acreditar nas lendas que rodeiam os antepassados de Brendan, e convencida de que lendas não passam de histórias que o povo conta, ela embarca nessa aventura.

Brendan é um menino inteligente, nerd até, viciado em jogos, ele já até desenvolve alguns, decidido a fazer da sua festa um acontecimento memorável, ele decide criar um jogo especial para a data e surpreender seus convidados, mas aquilo que era para ser apenas um game, virou uma caçada mortal, um menino foi enforcado, quem será o próximo a morrer?

O livro é narrado em primeira pessoa, Rachel vai nos contar tudo desde a noite em que recebeu o convite até o fim da grande festa. Ela é adolescente, e nisso o autor foi perfeito, a linguagem, os pensamentos e as interpretações são típicos de adolescentes, até mesmo o fato de se meter em enrascada por uma paixonite, fato que percorre as obras da série do leitor, já que em sua maioria existe um romancezinho pra enfeitar o terror e suspense.

Rachel é teimosa e não quer acreditar em nada do que ouve sobre os Fear, para ela são apenas lendas e isso não vai fazer com que ela deixe de ir ao aniversário de Brendan, mas como diz minha sábia mãe, se conselho fosse bom não se dava, vendia... Confesso que acho o significado desse provérbio meio sugestivo, mas enfim kkkk, Rachel descobriu da pior forma possível, que lendas nem sempre são apenas histórias.


As coisas já começam a ficar estranhas logo na chegada a ilha, quando um acidente acontece com o capitão do Iate que levou eles até a mansão,mas ainda fica pior quando Brendan inicia seu jogo de achar e eles encontram muito mais do que os objetos listados, um garoto foi encontrado morto, e um a um os convidados começam a desaparecer, desesperados os sobreviventes se unem para tentar vencer o assassino,e sair vivos da mansão.


"Será mesmo possível? Será que a festa tinha sido estragada por um afogamento antes dela começar?"

O autor é muito bom, nunca li nada do Stephen King, mas R.L Stine tem o dom de me prender em seu mistério, foi assim na minha adolescência, e mesmo agora depois de velha senti o poder de suas palavras. A leitura começa leve, mas já cheia de suspense, as coisas estranhas começam a acontecer assim que Brendan convida Rachel, e logo nas primeiras páginas, você já entra no clima do enredo. A história tem tudo que um bom terror pede: Fantasmas, Morte, Mocinha, Paixão, Suspense< Mistério e personagens sem noção kkkkk.

Com uma escrita misteriosa e viciante, Stine nos encaminha pelas veredas da história com muito suspense e mistério, e por mais que você tenha suas suspeitas logo no começo do livro, acredite, nada é o que parece, ele vai te surpreender. 

Mas apesar da história ser bem bacana, confesso que meu santo não bateu com o da Rachel, até a metade do livro estava tudo ótimo, mas aí coisas começam a acontecer e ela começa a ter atitudes que me irritam profundamente, gostaria muito de ter o prazer de entrar no livro e dar um sacode nela, mas eu não podia, não vou entrar em detalhes porque isso me levaria a um spoiler, mas quando lerem vão me entender. Isso atrelado ao fato de que particularmente não curti a forma como a história terminou me fizeram dar apenas quatro estrelas, no finzinho a coisa ficou um pouco confusa, e conhecendo um pouco do dom de Stiles fiquei na dúvida se ele realmente se perdeu ou se os acontecimentos foram propositais.

A edição esta fofa, ela vem em tamanho menor, sendo mais compacta e com a praticidade de caber em qualquer bolsinha, facilitando para nós que andamos com um livro a tira colo, a capa representa muito bem a mansão onde a festa acontece, o que é perfeito, já que a própria quase se faz uma protagonista da história. Diagramação em tamanho um pouco menor,mas ainda sim confortável, na revisão localizei pequenos erros, mas nada que interfira na leitura. O livro é dividido por capítulos e em quatro partes.

O livro é uma ótima pedida para quem gosta de suspense e terror, uma leitura bem juvenil e leve, com acontecimentos assustadores. A leitura flui com muita leveza,e é rápida, quando você menos esperar já estará na última página. Pra quem gosta do gênero uma ótima pedida.





Real Time Web Analytics