Últimas Resenhas

[Resenha] Como Se Livrar de um Vampiro Apaixonado - Beth Fantaskey

23 junho 2015

Título: Como Se Livrar de um Vampiro Apaixonado
Autor: Beth Fantaskey
Editora: Sextante
Páginas: 295
Ano: 2010


Jessica Packwood levava uma vida tranqüila no interior da Pensilvânia e esperava ansiosamente pelo início do último ano escolar. Seus planos eram se formar e conseguir uma bolsa de estudos para a faculdade, ganhar a olimpíada de matemática e namorar seu colega Jake Zinn.
Mas aí um novo aluno esquisitão (e muito gato) chamado Lucius Vladescu aparece do nada, dizendo que Jessica pertence à realeza vampírica e lhe foi prometida em casamento para selar a união entre os clãs mais poderosos dos vampiros. E de repente Jessica percebe que sua vida está prestes a virar de pernas para o ar.
Para completar, Lucius fica hospedado na casa dela e faz de tudo para conquistá-la e atrapalhar seu flerte com Jake. Com a desculpa de que está fazendo intercâmbio, ele gruda em Jessica na escola e humilha todos os outros alunos da aula de literatura. O romeno esnobe e perfeitinho tira a garota do sério, mas logo começa a se encantar pelo estilo de vida local e a rever seus conceitos.
Jessica, por sua vez, vivencia uma importante autodescoberta e sofre uma transformação física e psicológica, fazendo as pazes com o seu passado e chegando a uma encruzilhada: ela deve ignorar o pacto de casamento e tocar sua vida simples ao lado da família e do namoradinho do colégio ou se abrir para uma experiência surreal e se unir a Lucius por toda a eternidade? Em seu livro de estréia, Beth Fantaskey mesclou humor, fantasia, romance e terror para criar uma história surpreendente. Repleto de tiradas sarcásticas, diálogos divertidos e personagens complexos, Como se livrar de um vampiro apaixonado apresenta uma nova forma de enxergar os mortos-vivos mais atraentes da literatura mundial.

Olá pessoas bonitas!^^
Hoje estou aqui para trazer a vocês a resenha de um livro que quando comecei a ler eu realmente não esperava muita coisa, mas me surpreendeu e muito - no bom sentido, claro. Por isso, vou logo avisando que essa resenha vai ser longa porque eu acho que estou apaixonada por esse livro! rs'
Me apaguei de um jeito muito especial a história e agora não consigo mais largar! ♥

Ela não é linda, Antanasia? Não é poderosa? Majestosa?
Não é exatamente como VOCÊ?
 Lucius Vladescu



COMO SE LIVRAR DE UM VAMPIRO APAIXONADO é o primeiro livro da duologia de Beth Fantaskey e eu simplesmente me apaixonei, me encantei, me descabelei pela história. Minha obsessão por seres da escuridão vem desde a Saga Crepúsculo e desde então, eu nunca mais encontrei nada que me surpreendesse nesse gênero, até agora.
Eu poderia classificar essa história como um conto de fadas moderno, onde o Príncipe vem buscar sua prometida montada num cavalo negro, mas a história esta longe de ser um conto de fadas.
O livro trás a história típica e um tanto irônica, de uma adolescente americana, Jessica Packwood. Seus sonhos são simples e como toda adolescente, ela esta preocupada com os quilinhos a mais e com a aparência, afinal, ela esta completamente a fim de ficar com Jake Zinn, seu colega da escola - ou melhor, o "camponês atarracado" - apelido carinhoso (#SóQueNão) que Lucius dá a ele. 
Com país antropólogos, vegetarianos e devo acrescentar, meio pirados, Jessica quer sobreviver ao bullying que sofre na escola pela cínica Faith (vadia) Cross, ter sua melhor e única amiga Melinda (Mindy) - que só pensa em garotos e lê todas as dicas de sexo nas revistas femininas - por perto pelo resto da vida, participar da competição de matemática e conseguir uma bolsa de estudos para faculdade após se formar no último ano do ensino médio. No entanto, sua vida vira literalmente do avesso quando seu passado e sua verdadeira identidade vem a tona com a chegada de um aluno vindo da Europa Oriental, Lucius Valeriu Vladescu - aquele pedaço de mal caminho! *0*
A primeira vista, o aristocrata arrogante e dotado de beleza, inteligência - deixa qualquer professor de literatura no chinelo -, cavalheirismo e habilidades extraordinárias e totalmente inquestionáveis para lutas e esportes da elite, parece ser nada mais do que um aluno de intercambio vindo da Romênia, mas quando Jessica Packwood descobre que ele esta hospedado na fazenda onde mora com seus pais, alegando ser seu noivo desde nascença, ela começa a questionar o racional e o irracional de uma maneira bastante divertida. E o impossível acontece nesse livro: a mocinha da história não acredita em seres mitológicos, apesar de seus país serem totalmente abertos a qualquer tipo de crenças.

– Então você não acha que pode se transformar num morcego? (...)
– Por favor. Um morcego? Que vampiro com auto-respeito se transformaria num roedor que voa? Você se transformaria num gambá, mesmo se tivesse a habilidade?
– Não, eu acho que não. (...)
– Bem, vampiros não podem se transformar em nada.
– E quanto a alho? Ele te repulsa?
– Só se for no hálito de alguém.
– E estacas? Você pode ser morto com uma estaca?
– Qualquer um pode ser morto com uma estaca. Mas sim - isso é verdade. De fato, uma estaca no coração e a única forma efetiva de matar um vampiro.
– Uh, sim. Claro.
– Pra poupar seu tempo, eu vou dizer que nos não dormimos em caixões. Nos não dormimos de cabeça para baixo. Nos, obviamente, não desintegramos com a luz do sol. Como uma pessoa viveria uma vida pratica e útil desse jeito?

A partir desse ponto, Lucius Vladescu, Príncipe herdeiro do poderoso clã Vladescu, precisa lutar não só para conquistar o coração de Jessica - sua noiva prometida - e salvar todo o reino da destruição, mas para que ela acredite que ele é um vampiro e pior: que ela também é uma vampira que só começara a sentir os sintomas da vampirização quando estiver próximo de completar 18 anos. No entanto, como conquistar alguém que se recusa a acreditar que seu "noivo" é um vampiro, que seu excêntrico e estranho nome - Antanasia Dragomir - significa que ela vem de uma longa linhagem da realeza vampírica e que ela foi prometida em casamento por seus pais biológicos, para unificar duas famílias que viviam em pé de guerra - Dragomir e Vladescu - quando nascera?

"(...) Será que Lucius Vladescu realmente achava que eu iria me apaixonar por ele, só por causa de seu rostinho de seu corpo de arrasar? Acreditava que eu dava a mínima para o fato de ele ter o perfume mais sensual que eu já senti?
Para Jess/Antanasia, Lucius é o "delirante projeto de Drácula" ao qual ela se recusa a acreditar que é prometida em noivado e que é um vampiro. Mas pensem, para uma garota de 17 anos que nunca foi beijada (isso não fica assim até o fim do livro) e que só quer ter um vida comum e típica de uma adolescente que vive na Pensilvânia - participar das competições de salto com cavalo, olimpíadas de matemática e cavalgar em sua égua -, realmente é difícil de aceitar algo assim.
Ao contrário de seu pais, Jessica é extremamente cética e tentar usar a lógica para qualquer coisa. No universo, tudo para ela tem de ter explicação cientifica e racional.

– Estou cansado da sua ignorância. Como seus pais se recusam a informá-la, eu mesmo darei a notícia. – Ele apontou para o próprio peito e anunciou, como se falasse com uma criança: – Eu sou um vampiro. – E apontou para o meu peito.– Você é uma vampira. E vamos nos casar assim que você alcançar a maioridade. Isso foi decretado desde o nosso nascimento.
Não cheguei a processar a parte do “vamos nos casar”, muito menos o lance sobre “decretado”. Eu já tinha me perdido na parte do “vampiro”.
Pirado. Lucius Vladescu é completamente pirado. E estou sozinha com ele num estábulo.
Por isso fiz o que qualquer pessoa sensata faria. Cravei o forcado no pé dele e corri feito louca para casa, ignorando seu grito de dor.

E olha, a garota é corajosa viu?! Como vocês podem ver na citação acima, ela não sede muito fácil aos encantos de Lucius, muito pelo contrário, ela foge dele como o diabo foge da cruz.

"Este deveria ser um ano feliz para mim. Um período despreocupado. Mas Lucius havia chegado e, com ele, o meu passado. (...) A presença de Lucius era uma lembrança constante de quem eu poderia ter sido na Romênia. Uma lembrança não somente de vampiros, mas também de fantasmas. Os fantasmas de Mihaela e Ladislau Dragomir."

No entanto, Lucius também é duro na queda e esta disposto a qualquer coisa para conseguir fazer a corte a sua noiva prometida e casar-se com ela, afinal, se o pacto que os prometeu em casamento quando nasceram não for cumprido, uma tragédia sem precedentes poderia acontecer, manchando a mão dos dois de sangue de milhões de mortes, não só de vampiros, mas humanos também.

"Imagens de ruas encharcadas de sangue - por minha culpa - surgiram em flashes na minha mente, como uma cena de filme sendo repassada mil vezes (...)"
Porém, nem mesmo isso faz com que Jessica ceda e aceite a se casar com Lucius, principalmente quando ele tem concorrência. O Atarracado - Jake Zinn rs'

"(...) O negócio é, parece que eu tenho "concorrência", Vasile. Concorrência por parte de um camponês, cujas grosseiras estratégias para cortejá-la incluem parecer na fazenda Packwood, desnecessariamente sem camisa, para contrair os músculos na frente dela! Exibindo-se como um faisão estufado! E se o senhor pudesse vê-la flertando com o palerma. (...)"
Mas se vocês acham que isso iria fazê-lo desistir, estão muito enganados. O cara sabe do poder que tem e vai até as últimas consequências.
"Você achou que eu tinha me esquecido de um pacto que eu fui preparado para cumprir desde a infância porque não suporto os avanços grosseiros do atarracado para cima de você? Não mesmo."

Mas não se preocupem, há esperança enfim!
A medida que os dias passam e a convivência entre eles se torna, digamos, mais harmônica, enfim, Jessica começa a questionar suas próprias crenças e sentimentos, assim como Lucius. Jessica, ou melhor, Antanasia, desenvolve uma personalidade digna de uma Rainha, seus problemas de baixa auto-estima são superados, ela aprende a conviver consigo mesma e se aceitar como é, e adquire uma auto confiança plausível. 
Tudo isso graças a seu noivo indesejado que mostra a ela como ela é bela e poderosa. Ele trás a tona a mulher e a princesa que há dentro dela.
Enquanto isso, o todo poderoso e arrogante Lucius, aprende a ver no ser o humano a dignidade que um ato de gentileza, piedade e humildade, e principalmente, conhecer o amor e suas diversas formas. Até ele conhecer Jess e sua bondosa e pirada família, as palavras "amor" e "amigos", eram sinônimos de "O que diabos é isso?" no dicionário de Lucius. É incrível como há uma grande inversão dos papéis ao decorrer da história.
E é justamente por causa dessa mudança que há neles, que Lucius se vê completamente apaixonado pela sua noiva e decide libertá-la do pacto, assumindo toda a responsabilidade pelas tragédias que poderiam vir a ocorrer. Só assim ele iria salvá-la da recém descoberta que havia feito... Que eu não vou contar rs

"Vasile, foi assim que você planejou isso o tempo todo? Claro que foi. Como fui idiota por não perceber o esquema em sua totalidade. Ou - devo ser honesto comigo mesmo - talvez eu conhecesse a verdade. Mas queria tanto o poder também (...)"
 Quando isso ocorre, Jess percebe tarde demais que o ama assim como ele a ama.
"- Como você me exaspera - sussurrou ele perto do meu ouvido. (...)
Apenas roçou de leve os lábios na minha bochecha, desceu pelo maxilar até o meu pescoço. (...)
- Lucius... Por favor... - inclinei a cabeça para trás expondo meu pescoço para ele (...)
- Ah, Antanasia - sussurrou ele, a voz rouco no meu ouvido, testando a minha carne com aqueles incisivos afiados como navalha."
Se antes Jessica fugia de Lucius, agora quem fazia de tudo para fugir dela, numa vã tentativa de salvá-la, é Lucius. Até se envolver com a vadia da Faith Cross para afastar Jessica, ele se envolve, mas a garota não esta disposta a se dar por vencida agora que descobriu o poder que tem dentro de si e principalmente, que o ama e que quer ficar para sempre ao lado dele.
(...) tive um sensação estranha, como se alfinetes quentes pinicassem meu coração. Ciúme. Outro sentimento cresceu dentro de mim. Um sentimento de posse. Um sentimento forte, de proprietária, que beirava a raiva. Uma sensação de ser dona. De ter direito sobre Lucius".

No meio de um caos completo, envolvendo mortes e grandes descobertas, será que Lucius e sua prometida, Jessica conseguirão enfim ficar juntos por toda a eternidade, governando o reino que lhes é de direito?
Ai vocês terão de ler para descobrir, mas acreditem, o livro é muito bom e vale a pena. Eu mesma não dava nada pelo título e pela capa, mas me surpreendi demais e estou numa espécie de ressaca literária após ter lido o bônus da história e o segundo livro COMO SALVAR UM VAMPIRO APAIXONADO. Logo, trago a resenha do segundo livro para vocês!

E aí galera, gostaram do que viram? Chamou a atenção de vocês? Alguém aqui já leu?
Conte para nós. Adoramos saber a opinião de vocês :)
Beijos galera, até a próxima! ♥


Essa obra faz parte do Desafio Literário 2015
8. Ler um livro que contenha uma dessas criaturas: Dragões, sereias, vampiros, lobisomens ou fadas

Acompanhe nossas leituras aqui

Real Time Web Analytics