Últimas Resenhas

[Resenha] A Traidora do Trono #02 - Alwyn Hamilton

02 maio 2017

Título: A Traidora do Trono - Livro 02 
Série: A Rebelde do Deserto #02
Gênero: YA | Fantasia | 
Autora: Alwyn Hamilton
Editora: Seguinte
Páginas: 440
Ano: 2017


Sinopse:
Amani Al’Hiza mal pôde acreditar quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal, montada num cavalo mágico junto com Jin, um forasteiro misterioso. Depois de pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser a própria liberdade- a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que quer livrar o país inteiro do domínio do sultão. Em meio às perigosas batalhas ao lado dos rebeldes, Amani é traída quando menos espera e se vê prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela começa a espionar o sultão. Mas quanto mais tempo passa ali, mais Amani questiona se o governante de fato é o vilão que todos acreditam.


Sabe 
aquele momento que você precisa de uma aventura? Uma leitura que te leve para longe da realidade, te traga novos ares e te apresente um novo mundo? Pois é, foi assim que furei a fila e me joguei de cabeça naquele livro que eu tinha certeza que não me decepcionaria... E que bela aventura, cheia de adrenalina, e romance e força, é assim que começo essa resenha, sentindo o cheirinho do deserto e sonhando com areias quentes para me aquecer.


"Eu era uma garota do deserto. De onde eu vinha, o mar era feito de areia. E a areia me obedecia. Isso. Isso era um ataque."


Amani finalmente conseguiu fugir da Vila da poeira, e por mais que tenha deixado um amigo para trás em um momento de necessidade, sua nova vida não permite que ela se lembre disso. Sempre metida em encrenca ou com a vida em risco, Amani agora luta ao lado de sua nova família pela liberdade de seu povo e a queda do atual Sutão. Isso não era o que ela esperava, mas quando viu já estava envolvida em toda essa história ao lado do príncipe rebelde e seu irmão Jin.

Muita coisa aconteceu desde o primeiro livro, segredos foram revelados e Amani descobriu que além de ser uma ótima atiradora, afinal foi por esse dom que ficou conhecida com a Bandida dos olhos azuis, ela também é uma semi-deusa, e agora ela precisa aprender a controlar seus poderes enquanto luta para manter os que ama vivos.

Em uma dessas fugas dos rebeldes, Amani é traída e será levada ao reino do sultão, agora ela se vê cara a cara com seu maior inimigo, presa e sem contato com seus amigos, Amani precisa manter sua identidade de rebelde e bandida dos olhos azuis escondida para se manter viva. Presa no Harém do Sultão, Amani se vê lutando dia a dia por sua sobrevivência, mas aos poucos ela vai se aproximando do Sultão e começando a ter outra visão de toda essa guerra.


"(...) se puder ficar fora do campo de visão do seu inimigo, ele sempre vai imaginar que você tem mais força do que realmente tem."

Nesse segundo volume teremos mais de tudo, mais magia, mais lendas, mais adrenalina e muito mais aventura. A autora mantêm o ritmo da escrita e o livro continua a mil por hora. Amani foi sequestrada e precisa se manter atenta, sua vida depende de se manter discreta, novos personagens serão incluídos na história e finalmente conheceremos oo tal Sultão de perto.

As personagens femininas continuam com força total nesse livro, Shazad, como sempre mostra seu poder escondido em sua beleza, e isso torna a leitura deliciosa, por mais que Jin e Ahmed sejam bons e ativos, ter as mulheres dominando tudo é sempre mais gostoso. A narrativa é leve, as mais de 400 páginas passam numa velocidade incrível, a escrita de Alwyn é inebriante ao ponto do leitor sentir o ar quente e a areia do deserto. A autora sem dúvida ganhou um grande espaço no mundo da fantasia e vem mostrando que não veio à passeio. Ela consegue manter o segundo livro tão bom quanto o primeiro, e o romance? Mais uma vez ele é apenas o coadjuvante nessa linda história.

O trabalho da editora seguinte com relação a capa é estupendo, daquele que te deixa com a boca aberta, na foto não dá pra imaginar o tamanho da beleza, os detalhes em dourado parecem feitos de ouro e dão um charme imenso a arte, diagramação e revisão impecáveis, confortáveis e lindas.




A traidora do deserto é uma leitura para quem gosta de aventura e mulheres poderosas, se você gostou de  Jogos Vorazes, A fúria e a Aurora ou a Rainha de Tearling, com certeza vai amar essa leitura. Super indico um dos meus queridinhos do ano.







Conheça a Série:



Resenha
Sinopse:
O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher.

Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele.

Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.
Real Time Web Analytics