Últimas Resenhas

[Resenha] Os Sombras #13 - J. R. Ward

19 abril 2017

Título: Os Sombras - Livro 13
Série: Irmandade da Adaga Negra #13
Gênero: Fantasia | Romance | Erótico 
Autora: J.R. Ward 
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 638
Ano: 2015


Sinopse:
Dois irmãos, ligados por algo maior que o laço de sangue, lutam para evitar um destino brutal. Trez "Latimer" não existe de fato. E não só porque essa identidade foi criada para que o Sombra pudesse viver no mundo humano. Trez fugiu de sua prisão no palácio dos Sombras há anos, e agora vive em Caldwell como cafetão, sempre tentando evitar seu fatal destino como escravo sexual da rainha. Ele nunca teve em quem confiar de verdade... a não ser no irmão, iAm.

O único objetivo de iAm sempre foi impedir que o irmão de autodestruísse, e ele sabe que fracassou nisso. Só depois que Selena, uma Escolhida, entra na vida de Trez, é que o macho começa a dar a volta por cima; porém, é tarde demais. Chegou a hora de cumprir a profecia de se compromissar com a filha da rainha, e Trez não poderá fugir ou se esconder, e não há como negociar.

Encurralado entre o desejo de seu coração e um destino que nunca aceitou, Trez deve decidir se põe a si mesmo e aos outros em perigo, ou se esquece para sempre a fêmea amada. Após uma tragédia inimaginável, da beira do seu abismo emocional, Trez precisará encontrar um motivo para continuar ou se arriscará a perder tudo, inclusive a alma. Será que iAm, em nome do amor fraterno, aceitará realizar um derradeiro sacrifico em lugar do irmão?



Olá
Pessoal!!!
E minha alma rebelde continua solta, por mais que tenha alguns livros obrigatórios por aqui, estou conseguindo conciliar com as minhas leituras particulares, e sendo assim, consegui colocar mais uma leitura em dia, hoje vamos falar dos gêmeos Os Sombras...

Desde o livro anterior da saga, a autora vem adentrando a intimidade e o passado dos irmãos Sombras, e apesar deles estarem presentes desde o começo da história, só agora eles ganharam seu devido espaço, e seu honrado volume.


"Às vezes, o mal que se combate não é nada que se possa socar, alvejar nem desmembrar. Às vezes, nem sequer se pode atingi-lo."

Trez e iAm fugiram do reino dos Sombras há décadas, desde o momento em que nsceu, seu futuro foi entrelaçado ao da Rainha das espécies, e assim ele se viu obrigado a fugir para não ser forçado a servir sem amor, e como na religião dos sombras se deitar com humanos é o mesmo que contaminar seu corpo, assim nosso Trez vem vivendo, se contaminando com todo tipo de humana na esperança de que a Rainha enfim desista de fazê-lo exercer sua função, pelo menos era assim que ele agia até conhecer Selena.

Selena é uma das escolhidas que escolheram viver no Novo Mundo junto com o primale, ela esta muito doente, e mais do que nunca deseja viver cada segundo da sua vida como se fosse o último, antes que ela vire mais uma das estátuas do cemitério do santuário. Selena sofre de uma doença chamada prisão, essa doença só ataca as escolhidas e consiste no enrijecimento pleno do corpo, para ela tudo parecia perdido, até Trez aparecer.

iAm passou a vida toda protegendo seu gêmeo, sua vida sempre girou ao redor do macho que foi vendido quando criança por seus próprios pais, quando enfim eles fugiram e foram "adotados" por Revh, tudo ficou mais fácil, mas a hora do acasalamento esta chegando, e o Hisbe encontrou os irmãos, com o prazo acabando e seu irmão vinculado a uma Escolhida, iAm será capaz de tudo para ver seu irmão feliz.

Depois do livro do Rhage e Z, esse foi sem dúvida um dos mais pesados para mim, tem muita coisa acontecendo, e por mais que não tenha tanta afinidade assim com os Sombras, não esperava tanto sofrimento para o Trez. Depois de passar décadas se sujeitando a qualquer sexo apenas para deixar seu corpo impuro, Trez se vinculou, ele se apaixonou perdidamente pela escolhida Selena, mas ele não esperava que sua amada estivesse prometida para a morte, e agora, com o Hisbe batendo na sua porta, Trez fará de tudo para transformar os últimos dias de sua amada nos melhores da vida dela antes de se entregar ao seu demônio do passado.


"A única coisa pior do que a minha morte é nós dois sumirmos, mesmo com o seu coração forte continuando a bater dentro do peito."

Como sempre Ward é Ward, e quem lê, sabe o que eu quero dizer... mas para quem não lê, vou explicar! Esse é o 13°livro da saga, e ainda sim, a mulher sabe levar a trama e o enredo de uma forma que deixe espaço para os próximos e não canse seus leitores! Os livros são imensos e ainda sim, você começa a ler e quando menos espera puf, acabou!!!!

Em os sombras, não só Trez irá ter destaque, iAm também irá se apaixonar e esse seu amor, trará muita luz para o problema dos irmãos. Raghe esta passando por problemas até então, psicológicos, mas vindo da Ward, não sei o que esperar para o próximo livro. Layla, vem desabrochando e se mostrando uma flor rara, ela esta cada vez mais se envolvendo com X-Cor e ainda não dá pra saber como isso vai acabar, Assail vem tendo problemas com o Rei, e claaaaaaro, temos a aparição de novos personagens que prometem dar uma movimentada e uma estendida nessa família já tão grande.

Os Sombras é um livro sensível, que aponta vários temas como amor, lealdade, amor entre irmãos e família, não a família comum, mas aquela que é formada por amigos, formada por pessoas que escolhemos para ter ao nosso lado, e que se mostram presentes no momento que mais precisamos. Apesar do livro estar meio parado no quesito lutas, a Irmandade continua mostrando que não usa esse nome à toa, e que uma vez que você se une a eles, eles lhe protegeram até o fim.

Um livro que super indico por tudo, por ser de fantasia, ser hot, ser engraçado e ao mesmo tempo emocionante, e não só por isso, mas porque a autora é uma Diva e mostra que mesmo as vezes parecendo meio doida, ela sabe o que esta fazendo, e acreditem, podem vir mais 30 livros, nos leitores e amantes de IAN sabemos que cada página vai valer à pena, e que enquanto houver livros não seremos decepcionados pela autora. E como mais um diferencial do volume, temos protagonistas negros, mostrando que na Irmandade não existe distinção.

A edição esta linda, a capa representa bem os irmãos, a diagramação esta impecável e as páginas amareladas ajudam a tornar a leitura confortável. UDL esta de parabéns e que venham mais irmãos.


"Se alguém desejasse a sensação do infinito de tempo e existência, só o que essa pessoa tinha que fazer era olhar para o céu noturno e sentir seus mortos mais queridos olhando para eles. Era a grande dualidade de união e separação."


Real Time Web Analytics