Últimas Resenhas

[Resenha] A tal senhora Marjorie - Marih Macar

24 março 2017

Título: A tal senhora Marjorie
Gênero: Policial | Romance LGBT
Autora: Marih Macar
Editora: Ella
Páginas: 200
Ano: 2016 

Sinopse:

Uma bela e misteriosa mulher é acusada de ter cometido um crime brutal, o qual nega com veemência. Para ajudá-la, apenas Bianca que, apaixonada, encontra-se disposta a tudo para provar a inocência da estranha mulher.

“Ela é uma mulher fatalmente sedutora... Era uma conquistadora implacável, antes de ser aprisionada naquela cadeira... Ela está manipulando você... Tome cuidado..." - A Tal Senhora Marjorie.



Olá 
Pessoal!

Depois de uma parada temporária, a Editora Ella volta com tudo, sendo trago para vocês uma das várias resenhas da parceira que vocês verão por aqui, lhes apresento A Tal senhora Marjorie, um romance policial e LGBT.


Nesse romance vamos acompanhar o romance de Bianca e a tal senhora Marjorie, Bianca é jovem e foi contratada para seu a secretária dessa mulher bela e poderosa, seu passado é um mistério e a tal Marjorie se demonstra uma mulher dura e fria, mas isso não impede que o coração de Bianca se abra, na esperança de ser retribuída nesse sentimento tão novo e avassalador.

"Talvez estivesse envolvendo-se demais e esquecendo-se de si mesma. parecia que sua vida estava, de repente, vinculada a essa mulher."

Com o passar do tempo na casa, Bianca se envolve cada vez mais com sua patroa, e assim começa a descobrir sobre seu passado, Marjorie hoje uma jovem paraplégica, já foi uma mulher apaixonada e encantadora, mas após ser acusada do assassinato de sua amante Agatha, ela se trancou em seu mundo sombrio buscando de alguma forma provar sua inocência, e depois de 2 anos presa a essa culpa, ela finalmente encontra alguém que confie nela e que ela possa confiar.

Arrastada por uma paixão avassaladora Bianca fará de tudo para provar que sua patroa é inocente, incluindo as coisas mais sujas e tenebrosas. Será que ela conseguirá provar essa inocência e enfim viver esse amor???  

"Bianca precisava descobrir os mistérios desse lugar, ou deixá-lo para sempre."

Quando iniciei a leitura não imaginava ser um romance GLBT, e confesso que isso em nada me incomodou, pelo contrário, a autora teve um tato muito bacana com as cenas quentes do livro, a apesar do sexo acontecer entre duas mulheres, tudo acontece de uma forma leve e bem gostosinha de ler, provando que o que importa e o amor, e não quem ama. Com relação a parte policial da obra, por estar acostumada a ler obras literárias um pouco mais pesadas, acabei achando um pouco fraquinho, as coisas se resolveram muito rápido e fiquei com gostinho de quero mais mistério.

Ainda não conhecia a escrita da autora e confesso que achei bem gostosinha, a leitura foi rápida e flui de forma bem bacana e rápida, ela soube levar tanto o romance quanto o suspense de forma bem leve e contagiante, o que tornou o enredo agradável. Os personagens foram bem criados e apesar da paixão arrebatadora e repentina, as personagens possuem personalidades fortes e marcantes.

A capa da obra esta linda, bem chamativa, o que me conquistou logo de cara, diagramação com folhas amareladas e fonte confortável, o inicio dos capítulos possui uma ilustração bem bonita de um casarão, o que dá todo um charme a obra, mas a revisão deixou um pouco a desejar, localizei vários errinhos de gramática e repetição de elementos de ligação.

Para quem nunca leu um romance LGBT, A tal senhora Marjorie é uma forma bem gostosa de conhecer um, uma leitura leve, porém quente na medida certa, com mistério e drama na pegada certa.


 
Real Time Web Analytics