Últimas Resenhas

[Resenha] Miniaturista - Jessie Burton

16 dezembro 2016

Título: Miniaturista
Autora:  Jessie Burton
Gênero: Ficção
Editora: Intrínseca 
Páginas: 352
Ano: 2015


Sinopse:
Em 1686, a jovem Nella Oortman se casa com Johannes Brandt, um bem-sucedido mercador de Amsterdã, e se muda do interior da Holanda para a cidade grande. Nella acredita que o casamento com um homem rico e poderoso irá lhe proporcionar uma vida repleta de glamour e felicidade, no entanto, não é o que ela encontra quando chega à nova casa: por causa das viagens a trabalho, Johannes não é dos maridos mais atenciosos e Marin, sua irmã, se encarrega de controlar cada aspecto do lar e da família Brandt, revelando-se extremamente opressiva e dominadora.

Para agradar a nova esposa, Johannes a presenteia com uma miniatura da casa em que moram e, logo, Nella encontra um miniaturista para confeccionar algumas peças. No entanto, tudo começa a mudar quando o miniaturista passa a enviar obras que nunca foram pedidas, mas que não apenas refletem a realidade, como parecem anunciar futuras tragédias.
Encantador, belo e repleto de mistérios, Miniaturista é uma magnífica história de amor e obsessão, traição e vingança, aparência e verdade.


Esse 
é mais um dos livros da Intrínseca que conheci no evento desse ano e que fiquei louca para ler, já faz um tempinho que tenho me aventurado no suspense, e Miniaturista me pareceu ser uma boa pedida, e confesso que não me arrependi, apesar de nem de longe ter sido como eu esperava.


"TODA MULHER É ARQUITETA DA SUA PRÓPRIA SORTE."


Petronella Oortman, mas conhecida como Nella, é uma jovem sonhadora e encantadora, quando a mesma aceitou se casar com Johannes, planejou inúmeras coisas, mas desde a cerimônia ela já devia ter percebido que algo estava bem errado. A cerimônia foi uma coisa bem simples e nada convencional, e logo depois seu marido partiu, como um bom comerciante Joahness precisava viajar, e assim o fez.

Alguns dias depois Nella finamente chegou na casa de seu marido e agora seu mais novo lar, mas ao chegar sua decepção foi a maior possível. Nella descobriu que não seria dona de seu lar, já que o mesmo já era comandado por sua cunhada Marin, ainda por cima, parecia impossível que seu casamento se consumasse já que seu marido vive viajando e eles dormem em quarto separados. Portanto quando Nella recebe como presente de casamento de seu marido uma casa de bonecas que é a réplica perfeita da sua, ela não vê outra opção a não ser se distrair com seu novo brinquedo, ela encontra um anuncio de miniaturista e encomenda suas primeiras peças, mas para sua surpresa, o artesão lhe manda peças que não foram encomendadas, mas que são idênticas as existentes na casa. Aparentemente o miniaturista sabe tudo que acontece na casa, e Nella vai descobrir que ele também sabe o que vai acontecer, nesse suspense perfeito onde um suposto estranho sabe todo tudo que acontece em sua casa, Nella começa uma busca desenfreada por respostas, não só para ela, mas para salvar sua mais nova família.

O livro é repleto de suspense, Nella é a personificação perfeita das mulheres submissas dos séculos passados, com apenas 16 anos ela se casou com um homem de 30 para salvar sua família da falência causada pelo vicio de seu pai, quando enfim chega a sua nova casa, seus únicos objetivos são: se deitar com seu marido, cuidar da sua casa e gerar filhos. Claramente a autora faz uma crítica pesada a postura feminina da época, já que, Marin, sua cunhada, possui uma postura completamente diferente da dela, solteirona e perspicaz, Marin não se importa com a opinião alheia, apenas com sua família e sua aptidão para negócios.

Quando o miniaturista começa a mandar peças idênticas as da casa, mas que não foram encomendadas toda a trama começa de verdade, segredos começam a ser revelados e Nella começa a conhecer um lado de sua nova família, nem um pouco agradável, só que pior que isso, é o fato do miniaturista parecer prever tudo o que irá acontecer na casa.


"Alguém andou espionando a vida de Nella e a desequilibrou. Se esses objetos não foram mandados por engano, então o berço é uma zombaria de seu leito nupcial nunca visitado e do que começa a parecer uma virgindade eterna."

Os personagens foram muito bem desenvolvidos, e por mais que no inicio Nella seja uma jovem imatura e sonhadora, todos os acontecimentos no decorrer do trama a tornam uma mulher madura e sensata, e acima de tudo guerreira, capaz de coisas inimagináveis para salvar sua nova família. Marin sem dúvida, é o elo mais forte de toda a corrente, e todos os personagens secundários são de extrema importância para o enredo.

Com uma trama cheia de suspense e magia, Miniaturista me conquistou logo nas primeiras páginas, o jeito sonhador e divertido de Nella  é cativante e encantador, a escrita da autora flui de forma rápida e leve, os acontecimentos e revelações são bem conectados fazendo com que as cenas se liguem sem deixar pontas soltas.

Apesar de ter esperado um final mais explicativo, confesso que gostei da trama, todas as mensagens passadas para o leitor por trás do contexto é incrível, e se souber abrir bem os olhos durante a leitura vai se ver repensando ações feitas e aquelas que deixamos de fazer por medo de algo. Até onde somos donos do nosso destino? Quando deixamos de escolher nosso caminho e aceitamos que outro nos guie? 


"Ao me mostrar minha própria história, reflete Nella, a miniaturista se tornou autora dela. Gostaria muito de poder recuperá-la."

Com certeza uma leitura que super indico, com uma capa linda o livro é bem trabalhado e possui uma edição impecável, capa linda e revisão perfeita, diagramação confortável e  história inebriante, uma leitura que vale muito à pena.


"O HOMEM TOMA POR BRINQUEDO TUDO QUE VÊ."


Real Time Web Analytics