Últimas Resenhas

[Resenha] A Menina dos Olhos Molhados - Marina Carvalho

29 novembro 2016

Título: A Menina dos Olhos Molhados 
Autora: Marina Carvalho 
Gênero: Chick - Lit | Romance 
Editora: Globo Alt
Páginas: 296
Ano: 2016


Sinopse:
Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo...


Em 
parceria com a Globo Alt, recebi a mais nova obra da Marina Carvalho, como já sou fã da autora há algum tempo, conheço e aprecio sua escrita, não pensei duas vezes e me joguei na leitura assim que chegou.


"É a segunda vez na vida que encontro uma garota com esse tipo de olhar."

Bernardo é um jornalista no setor investigativo do Jornal de Minas, um dos consagrados do Estado, mas apesar de bom na sua função, como pessoa ele já se mostra um ser muito mais que complicado. Tendo sofrido um bocado com seu primeiro relacionamento sério, Bernardo se fechou não só para o amor como para a o mundo. Ele não sabe trabalhar em equipe, e apesar de ter como sua editoria seu lugar favorito, a chegada de uma estagiária pode estar prestes a virar seu mundo de pernas para o ar.

Rafaela é jovem, bonita e até que encantadora, apesar de ser o desastre em pessoa, estudante de jornalismo, conseguiu um estágio por indicação, o que ela não esperava é que seu gestor, seria o satanás em pessoa, mais conhecido como Bernardo Venturini.

De forma alguma Bernardo vai facilitar a vida da Rafaela, ele odeia trabalhar em equipe e ser a babá da estagiária não esta nos planos de carreira dele, a única coisa que ele deseja mais que se livrar dela, é conquistar a vaga de correspondente internacional, sendo assim a vida da menina vira um inferno, ele é grosso, pirracento e abelhudo, e confesso que fiquei pasma com a capacidade dela de aturar esse ser.

O livro é narrado em primeira pessoa e com o decorrer dos capítulos, você vai conhecendo o passado de Bernardo, nosso narrador, e apesar de ele ter passado por uns maus bocados na mão de Valentina, sua ex- namorada bruaca, ainda sim não consigo aceitar sua atitude com a pobre e desastrada estagiária.

O romance acontece de forma suave, e gostei muito disso, não foi amor miojo, 3 min e pá, a entrosação do casal levou tempo, e Bernard precisou chegar ao nível de perder para perceber que não podia mais viver sem, ainda sim, confesso que não me encantei, ele era muito grosso e até agora não consegui entender como ela conseguiu se apaixonar por ele, ainda sim, se apaixonou.


"Procuro não dar importância ao fato de, de repente, ter começado a encontrar qualidades físicas na estagiária."

O livro é rico em informações, e demonstra claramente toda a pesquisa feita pela autora para embasar a profissão do protagonista e o mundo que ele habita, ou seja, ainda que seja um romance, Marina teve como sempre, o cuidado de incluir outro protagonista na obra.... O jornalismo. O dia a dia do jornal é repleto de ação e isso é demonstrado no decorrer das páginas, o perigo esta a solta e os personagens estão sempre envolvidos em investigações criminosas buscando furos jornalísticos, mostrando assim um pouco dessa área que muitas vezes não é valorizada.

Depois de finalizar a leitura, descobri que essa obra, é o segundo volume de Azul da cor do mar, onde o romance é narrado por Rafaela, ou seja, se não leu o primeiro não se sentirá perdida, e se leu, chegou a hora de conhecer a versão de Bernardo dos fatos.

Apesar de amar a Marina e sua escrita leve e apaixonante, confesso que esse não foi nem de longe tão bom quantos as suas outras obras, talvez eu tenha pego birra de Bernardo e sua postura mimada, mas o negócio é que que realmente queria que ele tivesse sofrido um pouquinho. Apesar dele ter se tornado um bom namorado, ainda sim não entendo como ela se apaixonou pelo carrasco, e mais ainda como o perdoou com tanta facilidade.

A edição esta mais que incrível, Renatinha como sempre dando um show na arte da capa, tem como não amar essa loira??? Diagramação e revisão impecáveis, aliás a Globo Alt tem um trabalho que eu como blogueira, tenho que dizer, não vejo essa perfeição em muitas editoras.


Se você gosta de romance fofo com mocinho rebelde, essa é com certeza uma boa pedida, um romance narrado pelos olhos do garoto mau criado que se trona o apaixonado incurável.


"Sempre estranhei quando alguém afirma ver estrelas ou sentir uma corrente elétrica ao beijar outra pessoa. Para mim, essas declarações nunca passaram de exagero ou frases comuns em livros de amor. Mas acabo de comprovar que sensações como essas podem existir de verdade."



[Resenha] Laços - Bianca Sousa

25 novembro 2016

Título: Laços 
Autora: Bianca Sousa 
Gênero: Romance | Fantasia 
Editora: independente
Páginas: 214
Ano: 2016


Sinopse:
Apesar da aparência frágil, Lívia é perigosa.Aprisionada em uma torre por uma bruxa cheia de segredos e um passado obscuro, Lívia e ela estão mais entrelaçadas do que gostariam.Contudo, a chegada de um misterioso caçador ao reino de Corvina pode pôr tudo a perder e trazer à tona medos e desejos há muito esquecidos."Não existem leis, somente 3 regras: Nunca brinque com a vida, a morte e o destino. Principalmente se eles estiverem de mãos dadas com o amor."


Olá
pessoal,

Hoje vou apresentar para vocês Laços, a nova obra da nossa autora parceira Bianca Sousa, vamos lá?

"Por que ter medo da escuridão, se ela permite que a luz possa brilhar?" 

[Promoção] Mega Sorteio Final de Ano

22 novembro 2016





Olá
galera!
O ano já está terminando e, pensando nisso, nós do Paraíso, junto com os blogs Rillismo, I Love my Books, Um Oceano de Histórias, e outros blogs parceiros, presenteará vocês com muitos livros no Mega Sorteio de Final de Ano. Vai ficar de fora? Leia as regrinhas e participe!

[Resenha] No Mundo da Luna - Carina Rissi

Título: No Mundo da Luna 
Autora: Carina Rissi
Gênero: Romance| Literatura Nacional
Editora: Vêrus 
Páginas: 476
Ano: 2015 


Sinopse: 
A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.

Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.


Carina 


é uma escritora que cujos livros eu sempre lerei apesar de sempre me decepcionar muito ou um pouco com eles. Mas eu gosto dela, eu a seguia no Facebook e vi como ela é gente como a gente. Ela é uma leitora voraz e, muito provavelmente, foi sua paixão pelas palavras que a colocou nessa profissão. Há sempre uma referência literária em seus livros. Neste temos dois nomes de personagens inspirados n’A divina comédia. E é óbvio perceber que Perdida gira em torno de Orgulho & Preconceito. Ela ama Jane Austen e ama esse clássico como muito de nós. Não fosse o bastante, os personagens também são aficcionados por literatura.

Embora acredite que ela melhorou muito de Perdida para este, tanto na maneira de escrever quanto no aproveitamento dos personagens e na elaboração da história, ainda não consigo me identificar com suas protagonistas. E ainda acho que ela precisa tomar cuidado com as mensagens que passa para seu público.

Bom, eu disse que não conseguia me identificar com as mocinhas da Carina, mas tem um ponto em que eu a compreendi muito bem. A Luna tem 24 anos, é jornalista, mas acha sua vida um fracasso por trabalhar em uma revista, não exercendo sua profissão, mas como secretária de um chefe que ela descreve como mal-humorado e que nem acerta o nome dela. E ela fica na mesa dela vendo os demais funcionários, colegas de Jornalismo, trabalhando na área deles, felizes e satisfeitos. Além disso, ela levou um pé na bunda depois de descobrir uma traição do namorado. E tem um carro que  é o xodó dela, mas sempre a deixa na mão – e a faz gastar mais em seu conserto do que ela tem no banco.

Para quem já viveu essa experiência de sair da faculdade sem emprego ou conseguir um que não tem nada a ver com a sua formação, se identificar com a Luna é fácil. Ela tem as expectativas dela, mas está frustrada por não tê-las alcançado ainda. E tem a sensação de que é a única, pois todo mundo trabalha na área que se formou, ganha bem o suficiente para não se preocupar com as contas, menos ela. Todos realizaram seus sonhos, menos ela. Todos vivem a vida dos sonhos, menos ela. É claro que é um exagero da personagem. Veja bem, ela tem 24 anos, mora em um apartamento bom, em um prédio excelente, está empregada – e em uma revista, quem sabe consiga uma promoção e passe a escrever colunas como tanto deseja? - e conseguiu comprar um carro. É muito mais do que muitos jovens conseguem. Mas como falei: quem já passou por isso entende a cegueira que a ansiedade de ser bem sucedida causa. O problema é que a história se desenrola e ela continua se achando uma fracassada,e se queixando da situação. Tem uma hora que a gente cansa.

O par dela: de príncipe à sapo. Até a metade do livro eu estava mais apaixonada por ele do que a Luna. Queria encontrar um desses para mim de qualquer jeito. Mas aí comecei a perceber uns traços na sua personalidade que me desagradaram de tal modo que de ler metade do livro em uma semana, eu passei a enrolar o resto do mês para terminá-lo, embora desejasse acabar com aquilo o quanto antes para pular para uma leitura mais agradável.

Quando mencionei que Carina deveria ter cuidado com a mensagem que passa, quis falar da construção desse personagem. Pra mim ela romantizou um sujeito agressivo e controlador que fica num mau humor terrível toda vez que a Luna dá para trás na relação. Ele não desconta nela, mas nas pessoas com quem trabalha, de tal forma que eles ficam com medo de falar com ele. Medo. Há várias passagens no texto em que ele está berrando ao telefone, xingando alguém, indo com o carro para cima de alguém. Sei que foi a forma da escritora mostrar o quanto ele estava caído pela Luna e o quanto a indecisão dela o desestabilizava, porém, não foi a melhor decisão. Não achei bonito.

Além disso, ele não a deixa em paz. Uma das coisas que me irritou na história foi ele praticamente ser citado tanto quanto ela. Acho que até mais. Ora era ela que não parava de falar dele, ora era ele que aparecia onde ela estivesse o tempo todo para resolver qualquer problema que ela tivesse como se ele fosse o senhor Solução de Tudo. E no fato de achá-lo controlador também está nisto:  ele fazer tudo por ela, como se ela não fosse capaz. Eu gosto de homem que vê uma crise e ajuda. Mas tem uma diferença entre você “se meter” porque a pessoa não consegue raciocinar direito e achar a solução e “se meter” porque acha a pessoa tapada. Luna se enquadrava na primeira opção, ele agia como se ela estivesse na segunda.

Uma coisa que eu não sei se não gostei/não entendi, foi como ela descrevia um personagem. Ela usava palavras como “cappuccino”, “chocolate” e sei lá mais quais para descrever o tom de pele dele e não captei o que significava. Pessoas são pessoas, bebidas são bebidas. Por que ela misturou os dois? (Mas esse personagem era muito legal, e ela soube introduzi-los nos momentos certos)

Bem diferente do que aconteceu com o irmão da Luna, Raul. Que personagem mais descartável! Poço de machismo hipócrita. E sem nenhuma química com a irmã. Carina insiste que ele é um irmão mais velho como todos os irmãos mais velhos, mas eu só o achei extremamente chato. Quando a Luna precisava dele, ele não estava, mas quando ela não precisava, ele se metia para dar lição de moral nela ou no interesse amoroso. E não de um jeito fofo.

Graças a Deus, Raul é o único exemplo de personagem criado desnecessariamente. Os outros, ainda que em níveis diferentes, ajudam no desenvolver da trama, aparecem nos momentos certos. Ela deu espaço para conhecermos um tiquinho de pano de fundo de alguns como Sabrina, melhor amiga e colega de apartamento da Luna, e da Julia. E isso deu dinamismo.

Eu já elogiei a melhora dela porque fiquei surpresa como ela conseguiu criar um livro tão fabuloso, apesar das falhas mencionadas anteriormente. Tive uma profunda decepção com Perdida - achei uma boa história desperdiçada – e escolhi No mundo da Luna para ler com muita cautela. Houve melhora nos diálogos, as situações se encaixavam bonitinho e não sei se falei antes, mas até o interesse romântico dela começar a me irritar, a química entre eles explodia. Depois ela desapareceu junto com a imagem de homem perfeito que tinha dele.

Só acho que ela não precisava escrever um livro tão longo. São 476 páginas, e deixa eu ser franca: sem necessidade. De uma história concisa e bem encaixada passou a ter situações meio absurdas tudo porque ela perdeu a hora de parar de escrever.

Obs.: Eu não falei muito da parte dos horóscopos. Bom, Luna não acredita nisso, mas eu sou mais uma Sabrina da vida. E, sinceramente, como ela fez sucesso nessa área, não reclamaria de nada.



                                                   

[Resenha] Quase Casados - Jane Costello

20 novembro 2016

Título: Quase Casados
Autora: Jane Costello
Editora: Record 
Gênero: Chick-Lit 
Páginas: 414
Ano: 2014


Sinopse:
Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.



Para
 
constar em minha defesa: odeio abandonar leitura! Sinto que estou sendo ingrata com o (a) escritor (a), que fiz toda a equipe que cuidou do processo de criação dele perder seu tempo, mas quer saber? Se ninguém foi capaz de ter uma conversa franca com a Jane sobre uns itens problemáticos de “Quase casados”, não sou eu que devo me torturar.

[Resenha] Eu sem você - Kelly Rimmer

19 novembro 2016

Titulo: Eu sem você
Autora: Kelly Rimmer
Editora: Arqueiro

Gênero: Ficção | Romance
Paginas: 304
Ano: 2016


Sinopse:
Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco.

Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah.

Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la.

Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer.

Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida.


Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.




Olá 
Pessoal, tudo bem ?


Depois de um tempo sem postar resenhas, trago minhas considerações sobre o romance “Eu sem você”, e para quem já leu outras resenhas minha, sabe que sou suspeita a falar de romances né? Afinal, é meu estilo preferido, mas vamos logo ao que interessa. rs

[Resenha] Orgulho e Preconceito e Zumbis - Seth Grahame-Smith Jane Austen

18 novembro 2016

Título: Orgulho e Preconceito e Zumbis 
Autores: Seth Grahame-Smith Jane Austen
Editora: Intrínseca 
Páginas: 320
Ano: 2010


Sinopse:
No romance clássico, Jane Austen iniciava a saga das casadouras irmãs Bennet com o aviso: “É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro, possuidor de uma grande fortuna, deve estar em busca de uma esposa.” Agora, porém, a história é outra...
No tranquilo vilarejo de Meryton, nossa heroína, a guerreira Elizabeth Bennet, treinada nos rigores das artes marciais, está determinada a eliminar a ameaça zumbi. Até que sua atenção é desviada pela chegada do altivo e arrogante Sr. Darcy. Ela conseguirá superar os preconceitos sociais dos grandes aristocratas ingleses, tão ciosos e orgulhosos de seus privilégios?Grahame-Smith transfigura as famosas passagens do texto de Jane Austen em uma deliciosa comédia de costumes. Além dos embates civilizados e repletos de cortesia entre o casal de protagonistas, inclui batalhas violentas, em confrontos cheios de sangue e ossos quebrados. Conjugando amor, emoção e lutas de espada com canibalismo e milhares de cadáveres em decomposição, Orgulho e preconceito e zumbis transforma uma obra-prima da literatura mundial em uma história sangrenta que você não vai conseguir parar de ler.



Olá
Pessoal,

Eu sou Carol Lina a nova colunista do Paraíso, e trago as minhas impressões de Orgulho e Preconceito e Zumbis para vocês.

[Resenha] Talvez um Dia #01 - Colleen Hoover

17 novembro 2016

Título: Talvez um Dia - Livro 01
Série: Maybe #01
Autora: Colleen Hoover 
Gênero: Jovem Adulto | Romance | YA
Editora: Galera Record 
Páginas: 368
Ano: 2016



Sinopse:
Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.


Olá 
Pessoal,

Uma vez Colleen Hoover sempre Colleen, não adianta, sendo assim aqui vamos nós para conhecer mais um dos lançamentos da queridinha dos românticos.


"Palavras às vezes podem ter um efeito muito maior sobre o coração do que um beijo."

[Resenha] Minha Melodia - Camila Moreira

11 novembro 2016

Título: Minha Melodia 
Autora: Camila Moreira
Editora: Suma das Letras 
Páginas: 264
Ano: 2016



Sinopse:
Dereck chegou ao fundo do poço. Sem suportar a dor de perder um grande amor, ele se entrega ao sofrimento e mergulha no lado obscuro do rock; com sexo e drogas. Com a carreira em risco, o astro volta ao Brasil um ano depois do casamento de Maria Clara e Alexandre Ferraz, em uma última tentativa de retomar o sucesso e superar o passado. Ao chegar, Dereck reencontra a mulher que nunca esqueceu. A mulher que conheceu no momento mais difícil de sua vida e que conseguiu acalmar seu coração com um sorriso. “Reconheci em sua voz o mesmo sofrimento que o meu, mas também vi em seu olhar a vontade de seguir em frente.” E não demora para que Dereck perceba que apenas ela poderá tirá-lo do abismo em que se encontra.



Olá 
Pessoal, 

Quando vi a capa desse livro, fiquei mega curiosa, e logo de cara quis me jogar na leitura, não li os outros volumes da série, mas da forma como foi escrito, esse volume pode ser lido sozinho, mas com certeza vai te deixar com muita vontade de ler os primeiros.

Depois de conquistar o coração de muita gente em O Amor não tem leis, Derick ganha seu próprio livro onde sua história pós Clara será revelada, e acredite você irá se apaixonar.

[Resenha] Novembro, 9 - Colleen Hoover

09 novembro 2016

Título: Novembro, 9
Autora: Colleen Hoover 
Editora: Galera Record  
Páginas: 352
Ano: 2016


Sinopse:
Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?



Olá
Pessoal,

Existem alguns autores que passam pelas nossas mãos e deixam marcas com suas obras, a Colleen Hoover é uma dessas, e depois que li Um Caso Perdido, assumi para mim que sempre que pudesse leria uma obra sua, e assim o fiz. Consegui um tempinho e acabei mergulhando em sua mais nova obra que agora apresento para vocês.


"Você nunca vai ser capaz de encontrar a si mesmo se você está perdida em outra pessoa."

[Resenha] A Garota Dele #02 - Simone Elkeles

05 novembro 2016

Título: A garota Dele - Livro 02
Série: Amor em Jogo #02
Autora: Simone Elkeles
Editora: GloboAlt
Páginas: 304
Ano: 2016


Sinopse:
A garota dele é o aguardado spin off de Amor em jogo, de Simone Elkeles. No livro, a autora best-seller explora a história conturbada de amor e de amizade entre Monika e Victor, personagens já apresentados no primeiro livro.
Victor Salazar tem má fama no colégio por causa das brigas em que se envolve e por suas notas baixas. À parte as impressões superficiais, Victor tem um bom coração e está sempre tentando proteger as pessoas que ama. Filho de mexicanos, o garoto não tem uma boa relação com o pai e vive com o dilema angustiante de ser apaixonado por Monika, a namorada de seu melhor amigo Trey.
Inteligente e educado, Trey parecia ser o par perfeito para Monika, mas assim que o terceiro ano começa, ele deixa o namoro em segundo plano para se dedicar às missões de se tornar o primeiro da classe e vencer o campeonato estadual de futebol. O relacionamento dos dois começa a esfriar e alguns acontecimentos surpreendentes vão aproximar Monika do “bad boy” Victor.
Com capítulos intercalados, que narram a história sob a perspectiva ora de Monika ora de Victor, o romance preserva o ritmo de suspense e também a complexidade e os desejos de cada um dos personagens. Assim como em Amor em jogo, Simone Elkeles apresenta uma linguagem descontraída ao mesmo tempo em que constrói um enredo profundo e comovente, no qual discute questões como família, amadurecimento e princípios.


Olá 
Pessoal,

Recebi essa coisa fofa em parceria com a GloboAlt, e logo que ele chegou fiquei aufórica pela leitura, a capa é um mimo e logo de cara imaginei ser um daqueles romances fofos que tanto amo, logo me joguei na leitura de imediato, e agora trago minhas impressões para vocês.

Victor é o tipico adolescente marrento, aquele que vive metido em encrencas e que todos veem com maus olhos, mas quem teve um amigo assim sabe, que por mais barra pesada que ele seja, sua lealdade é incontestável. Nesse caso sua lealdade se deve a seu melhor amigo Trey, os dois são amigos desde muito pequenos, estudam juntos e jogam juntos, mas Victor carrega consigo uma paixão avassaladora por Monika a namorada de Trey e sendo assim sua paixão impossível.


"A única garota que quero é a única que não posso ter. A garota dele."

[Resenha] Ardente #02 - Barbara Shênia

03 novembro 2016

Título: Ardente - Livro 02
Série: As Cariocas #02
Autora: Barbara Shênia
Editora: Barbara Shênia
Páginas: 514
Ano: 2016


Sinopse:
Ardente é um dos livros série “Cariocas” que conta a história de Alice, uma mulher forte, independente e sem limites em sua busca pelo prazer. Após anos de relacionamento com Marcos, ela fica desapontada quando ele decide forçá-la a um relacionamento monogâmico e coloca um ponto final no namoro. Nesse meio tempo, Alice conhece Dimitris através de sua amiga Clara. Dimitris, além de ser sócio na empresa do seu melhor amigo e ter seus próprios negócios, consegue encontrar tempo para levar uma vida regada a sexo e estar sempre rodeado por lindas mulheres. Alice e Dimitris embarcam em uma viagem cheia de luxúria, diversão e muito sexo… E quando eles acham que não há espaço para o amor nesse tipo de relação, eis que ele aparece para virar o mundo deles de cabeça para baixo.


Olá 

Pessoal,

Hoje eu trago para vocês a resenha com continuação do livro “Voraz”, que assim como o primeiro, simplesmente engoli as letras de tão rápido que li.

“Quando um certo alguém cruzou o teu caminho e te mudou a direção. Chego a ficar sem jeito, mas não deixo de seguir a tua aparição. Quando um certo alguém desperta o sentimento, é melhor não resistir e se entregar.”

#RelembrandoPosts Outubro

02 novembro 2016



Olá 
Pessoal!!
Como todos já sabem, começo de mês aqui no Paraíso é o momento de Relembrar, fazer repescagem de tudo de bacana que aconteceu no mês que passou, e essa é a hora!!!
Então vamos lá ver tudo que aconteceu nesses meses, essa é sua chance, e bora Relembrar!!! \o

Real Time Web Analytics