Últimas Resenhas

[Resenha] Zac & Mia - A.J. Betts

08 outubro 2015

Título: Zac e Mia
Autora: A.J. Betts
Editora: Editora Novo Conceito
Páginas: 288
Ano: 2015


Sinopse:
A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro?Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

Olá pessoal!

Sei que estou meio atrasada, mas esse esta em dia!!!! Entre trancos e barrancos vamos colocando as coisas no lugar!


"Eles dizem que o câncer deixa você mais forte. Não deixa. Bagunça sua cabeça. Cria uma coceira que você não pode coçar e um coração que não para de doer."

Zac é um adolescente que entrou para a estimativa da leucemia, internado no hospital a quase 30 dias, essa é a segunda vez que ele se hospeda no quarto 1.
Os médicos e enfermeiros já são seus amigos, e os hábitos do hospital já fazem parte da sua rotina, mas dessa vez sua hospedagem será diferente, não só por estar se recuperando de uma doação de medula, que pode aumentar muito as suas chances de sobreviver, mas também porque sua nova vizinha não é uma idosa, e sim uma jovem com a mesma idade que ele.

Mia tem 17 anos, e acabou de descobrir que tem osteossarcoma, um tipo de câncer no tornozelo, ela não aceita sua doença, não aceita o tratamento e acima de tudo não aceita ter que ficar presa naquele hospital enquanto seu cabelo cai e seus amigos vão a festas.
Rebelde e mal humorada, Mia é a paciente mais complicada que Zac já viu, mas apesar de todo seu barulho, suas atitudes estranhas e sua cansativa música da Lady Gaga em um volume ensurdecedor, ele entende que ela esta passando por algo bem complicado de aceitar.

Apenas com a doença em comum, Zac e Mia vão aprender a cuidar um do outro de uma forma mágica, com uma amizade que começa com algumas batidas na parede, esses dois vão nos ensinar, que no mundo há muito mais do que imaginamos.

"Talvez coragem seja isso: atos impulsivos em um momento em que sua cabeça grita não, mas seu corpo vai em frente assim mesmo."

E é com esses dois adolescentes totalmente distintos que A.J. Betts, me encantou e enlaçou minha alma!! Mia não aceita sua doença, Zac agradece estar vivo e ter forças para lutar.

Quando vi o livro na estante da NC, sabia que era meu estilo antes mesmo de ler a sinopse, mas não esperava o que encontrei... Achava que ia ser apenas mais um romance adolescente, e aí descubro que tem doença no meio, e nesse milésimo de segundo desanimo e penso: lá se vão mais lágrimas! Ps: ainda não me recuperei de Soldier.
Porém missão dada é missão cumprida, e lá fui eu, rumo a leitura!!!

Sei que são duas pessoas doentes, e que a primeira vista pensamos, lá vem mais doença, e morte e lágrimas, mas é com muita alegria que vou te decepcionar leitor, pois aqui não tem isso, pelo contrário, aqui tem muita luta e muita garra, uma lição de vida!

Zac e Mia se tornaram amigos, e ultrapassaram todas as hipóteses, Mia é grossa e direta, Zac é doce e atencioso, e mesmo sendo dois opostos de um imã, eles aprenderam juntos a lutar contra algo que ninguém imagina lutar, juntos caminharam em direção a vida, independente do preço a pagar.

"Sei que sinto demais. Sei que me deixo levar. Mas eu quero, quero que o Zac continue vivo. Que ele queira viver. Eu preciso que ele viva porque não quero ficar nesse mundo sem ele."

"Mia tem essa capacidade de me manter no surpreendente e brilhante presente. Exatamente onde eu devo estar."

A autora soube levar a historia com maestria e leveza, me cativando e levando um pedaço da minha alma na última página, não houve choro ou revolta, apenas reflexão e alívio.

O livro é leve e a leitura fluiu rapidamente, quando você menos espera, esta trancado no quarto com Zac, se comunicando com Mia, através de batidas na parede que os separam.
Dividido em três partes, e sempre contado em terceira pessoa, o livro vai intercalar entre a visão de Zac e a visão de Mia de toda a situação. Fazendo com que o leitor conviva com os medos de cada um dos personagens.

"Apesar de nunca termos nos visto, ele foi mais real que qualquer outra pessoa no hospital. Esse menino estranho e pálido com as batidas na parede se tornou o único que dizia as coisas certas."

Como sempre a Novo conceito acerta em sua escolha, e trabalha o material com maestria, folhas amareladas e letras de tamanhos adequados são sua marca, mas, mais do que isso, páginas enfeitadas com desenhos que encantam os olhos são seu toque especial. Um dia quero conhecer essa equipe que encanta meus olhos com tanto bom gosto. Na questão da revisão, alguns pequenos erros no final da história que chegam a passar despercebido não interferindo na leitura.

Um livro que sem dúvida alguma estará entre meu top 10 de 2015! Mais que recomendo e daria 10 estrelas se tivesse. Uma leitura que vale á pena para qualquer idade e a qualquer momento.

E aqui deixo metade do meu amor e carinho por Zac e Mia, já que não posso falar mais ou estrago tudo kkkkkkkkkk leiam e venham conversar comigo por favor!

Beijokas e até a próxima




Real Time Web Analytics