Últimas Resenhas

# Ainda não chegou no Brasil - Transcendence

06 agosto 2015

Oi oi gente, tudo bem com vocês?
Vejam o que temos para hoje, coluna nova na área!!!
Nessa espaço farei resenhas um pouco mais sucintas do que as que costumo fazer, sobre livros que li em ebook e que ainda não chegaram ao Brasil! #ficadicaeditoras :P ;)



Título: Transcendence 
Autor: Shay Savage
Ano: 2014
Páginas: 312


Ehd um homem das cavernas vivendo por conta própria em um deserto áspero. Ele é forte e inteligente, mas completamente sozinho. Quando ele encontra uma bela jovem em sua armadilha, é óbvio para ele que ela é sua nova companheira. Ele não sabe de onde ela veio; ela está vestindo alguma roupa muito estranha e ela faz um monte de barulhos com a boca que lhe dão uma dor de cabeça. Ainda assim, ele está determinado a cumprir o seu propósito na vida - ​​Sustentá-la, protegê-la e colocar um bebê em sua barriga.
Elizabeth não sabe onde ela está ou exatamente como ela chegou lá. Ela está confusa e aflita por sua situação e há um homem selvagem arrastando-a provavelmente para sua caverna. Ela não está de todo interessada nos avanços primitivos de Ehd e ela simplesmente não consegue fazê-lo ouvir. Não importa o quanto ela tente colocar seu ponto de vista a esse primitivo, mas bonito, o homem é uma constante e muitas vezes hilariante - luta. Com apenas um ao outro de companhia, eles devem confiar um no outro para lutar contra os perigos da vida selvagem e se preparar para os meses de inverno. Enquanto eles lutam para coexistir, isso se torna uma história de amor que transcende a linguagem e o tempo. Diz-se que as mulheres e os homens são de dois planetas diferentes quando se trata de comunicação, mas como eles podem superar os obstáculos de tempos pré-históricos, quando um deles simplesmente não tem a capacidade de compreender a linguagem?


Em meio a tantos livros que são apenas mais do mesmo, eis que surge diante de mim Transcendence. Não vou dizer que o devorei no mesmo instante em que me deparei com ele, porque a princípio a premissa me pareceu diferente demais e eu não sabia se me adaptaria fácil a esse universo. Um mês se passou e enquanto garimpava minha pasta de ebooks à procura de uma nova leitura, deparei-me novamente com ele e então decidi lhe dar uma chance. Foi amor à primeira página.

Com uma história e uma narrativa completamente diferente de tudo que já li, principalmente por não conter diálogos, esse romance me roubou horas de sono e as palavras de minha boca. Transportou-me para um lugar ao qual nunca me imaginei e me fez ver o amor de maneira pura, sensível, crua e instintiva.

Se para muitos já é difícil conviver e se adaptar a uma pessoa de cultura, cidade, estado e até mesmo um país diferente, como seria ter de lidar com uma pessoa que veio de outra era?
Em Transcendence conhecemos a história de Ehd, um homem das cavernas (sim, é exatamente isso que você leu) e Elizabeth, ou Beh, uma mulher moderna, que vive em uma sociedade como a nossa, em pleno século XXI e que misteriosamente viajou alguns milênios e aterrissou em um mundo completamente selvagem.
O encontro entre eles acontece após mais um dia de caça frustrada, como tantos outros que Ehd vem vivendo desde que está sozinho. Ao passar próximo de uma das armadilhas que armara para capturar algum animal grande, que lhe renderia uma boa refeição, ele se depara com uma mulher, tão jovem quanto ele presa no fundo do buraco, chorando e emitindo sons incompreensíveis. Como é de se esperar e aparente o mais lógico a se fazer, Ehd a resgata a leva para sua caverna, vendo na jovem mulher de “peles” estranhas uma companheira. 
A princípio a convivência entre eles não é fácil, visto que tudo que Beh sabe fazer é chorar enquanto que Ehd tenta uma aproximação, mas aos poucos eles se entendem, e mesmo sem que haja uma comunicação simples e fluída entre eles, aos poucos as coisas passam a se encaixar, facilitando o aprendizado diário que é para ambos coexistirem naquela caverna.
Agora vocês devem estar apreensivos e se questionando se essa mistura, se esse choque drástico de tempo e cultura poderia dar certo, então eu lhes digo caros amigos, que Shay Savage conseguiu, de uma maneira simplesmente fabulosa unir duas realidades completamente opostas e criar um dos romances mais maravilhosos que já tive o prazer de ler.
Ehd é simplesmente encantador e completamente diferente de todos os mocinhos que já conheci, e apesar de ser um "selvagem", tem um bom coração e uma sensibilidade impressionante. Beh é uma mulher forte, que sabe tirar boas lições das dificuldades e passa a ver o mundo com outros olhos ao lado de Ehd. Juntos esses dois conseguem mostrar o amor de uma maneira simples, prática e verdadeira.


Quotes
"Eu não vou adivinhar o que ela pode estar pensando, não mais. Não vou arriscar cometer outro erro e irritá-la. Eu a quero; eu sei que eu faço. É muito além de não querer ficar sozinho. Eu quero ela, somente ela. Eu farei qualquer coisa para fazer Beh minha."
"Apesar de suas excentricidades, ela é sem dúvida perfeita em todos os sentidos que importam para mim."

Comentários: Não sei como falar muito mais do livro sem dar spoiler, então prefiro encerrar por aqui. Deixo por conta de vocês o julgamento se vale ou não à pena dar uma chance a esse livro, mas volto a dizer, a história é simplesmente surpreendente e apaixonante.
Dei cinco borboletinhas, mas daria um borboletário se fosse possível.





Real Time Web Analytics