Últimas Resenhas

#TopCinema #1 - Uma Longa Jornada

17 julho 2015


Olá Galerinha!
Hoje estamos trazendo para vocês uma novidade: nossa nova coluna #TopCinema. Essa nova coluna será no mesmo estilo do nosso #TopLeitura, mensalmente escolheremos um filme e todas as colunistas do blog irão assistir e depois avaliar alguns pontos, mostrando a opinião de cada uma sobre o mesmo filme. E para começar, escolhemos o filme Uma Longa Jornada, uma adaptação do livro do Nicholas Sparks. Vamos comentar sobre o filme em si, procurando esquecer que é uma adaptação, então não haverá comparações entre livro e filme, ok?




FICHA TÉCNICA 
País: EUATítulo original: The Longest RideDiretor: George Tillman Jr.Roteirista: Craig Bolotin
Elenco:Scott Eastwood (Luke Collins)Britt Robertson (Sophia Danko)Alan Alda (Ira Levinson)Jack Huston (Ira - jovem)




CAPA
Camila: A vontade de assistir já começou ao ver a capa, que dá uma ideia e mostra alguns elementos que compõe a história. Linda!
Kelly:
Linda? Não pra pedir menos né? Com os protagonistas do filme, ela ficou bem bacana
           Tati: Eu adorei a capa, achei linda, mostra uma parte bem significativa do filme.


ENREDO
Camila: Em alguns pontos me me sensibilizei e me emocionei com a história, tanto pelo ponto de vista do Ira, quanto do casal que ajuda no desenrolar dessa história. Mas apesar de ter gostado bastante, não sei se vou ler o livro.
Kelly: A história é bem interessante, e fiquei bem curiosa para ler a obra do Tio Nick, apesar de já ter lido várias, essa ainda não passou pela minha peneira e como sou super fã dele acredito que vai pra lista dos favoritos.
             Tati: Uma história bem interessante, não tão intensa quanto as outras obras e adaptações do Sparks, mas mesmo assim entrou para minha lista de romances que vou rever sempre que possível. 

CENÁRIO
Camila: Como sou uma garota do interior, cresci assistindo aos rodeios ao longo da minha infância.  No filme gostei de vê-lo de uma maneira romatizada e ao mesmo como um obstáculo.Além desse cenário específico, gostei das paisagens e da mescla de tempo com o presente e passado, deu um charme todo especial.
Kelly: O cenário é simples, mas levando em consideração a história e o contexto não se pode pedir muito, mas ainda sim achei bem elaborado, principalmente as partes que acontecem na arena.
            Tati: Algumas cenas mostram uma fazenda, campos e a arena, adoro filmes com esse tipo de cenário, as cenas ficaram lindas. 

TRILHA SONORA
Camila: Como vocês já devem ter percebido eu sou fascinada por trilha sonora, e com a do filme não foi diferente, simplesmente adorei! Praticamente todas me conquistaram, mas Waiting Games, da Banks foi a melhor, não consigo parar de ouvir.
Kelly: Eu particularmente tenho um tombo por música cowtry, meu ipod é cheio, então sou a pessoa mais suspeita para essa análise já que amei todas e logo elas farão parte da minha playlist.
             Tati: Adoro música Country, adorei todas do filme, mas duas tornaram minhas favoritas: Banks – Wating Game que é a musica do trailer e Kodaline - Love Like This

PROTAGONISTAS
Camila: Achei que os atores tiveram muita química o que acabou por tornar natural, verdadeiro e simples as interações entre o casal. Gostei da personalidade de cada um, achei que foi tudo na medida para render uma boa história.
Kelly: Eu acredito que homens teimosos e apaixonados fazem o estilo tio Nick, então Luck é um partidão e claro que Sophie tem que ter a postura decidida que faz parte das mocinhas duronas das histórias dele, gostei muito dos dois e seguem bem o estilo, além de formarem um casal bem lindinho.
            Tati: Gostei muito da atuação de ambos, tanto Scott Eastwood e Britt Robertson souberam encorporar muito bem o teimoso Cowboy e a mocinha fofa e ao mesmo tempo durona, gostei da química e entrosamento e na minha opinião formaram um lindo casal.

COADJUVANTES
Camila: De certa forma eles acabaram por ser apenas isso mesmo, coadjuvantes, mas em algumas situações, uma atitude, por mais simples que tenha sido, interferiu na vida dos personagens de maneira significativa, dando um novo rumo a forma de pensarem e agirem.
Kelly: Olha, não vou dizer que prestei muita atenção neles, estava mais focada nos dois casais e no final das contas não notei muita a presença deles, tirando a mãe de Luck e a amiga de Sophie que logo desaparece na história, acredito que os protagonistas não tiveram tamanha importância.
            Tati: Todos os personagens tiveram seu papel importante na história, a Mãe do Luck, as cenas que ela aparece mostra uma mulher forte, uma mãezona, é difícil falar quando se gosta de tudo.

GOSTARIA DE SER ALGUM PERSONAGEM? QUAL?
Camila: Embora tenha gostado do filme, da ambientação e tudo mais, não gostaria de ser ninguém em especial. Dessa vez estou satisfeita com o papel de espectadora.
Kelly: Apesar de ter curtido o filme, não consegui me imaginar sendo alguém dentro do filme, pelo menos não dessa vez.
            Tati: Adorei o filme, mas não gostaria de ser algum personagem, gostaria de ser a Tati mesmo,kkkkkkkkkk,  mas morando nesse paraíso.


NOTA 
Camila: 10

Kelly: 9
            Tati: 10










Real Time Web Analytics