Últimas Resenhas

[Hora de Tags!] Top 5 Badboys da Literatura

07 dezembro 2014


Olá meninos e meninas!
Eu sou nova no blog Paraíso das Ideias e resolvi me apresentar e postar para vocês. *squeeeeee*

Bom, eu me chamo Franz, tenho dezoito (18) anos e moro no Rio de Janeiro. (cidade onde reside o sol). Sou escritora e nas horas vagas designer. Espero que todas vocês possam gostar das minhas postagens assim como eu gostarei de fazê-las para vocês. Okaaaaay, passando essa coisinha chata de apresentação vamos ao que interessa. 




BADBOYS DOS LIVROS 










Vamos começar com o que realmente nos importa; Os badboys. Por quê? Simples! Porque eles são sexys, arrogantes, bonitos de morrer e na maioria das vezes são daqueles impossíveis. Fato!

Mas, o ser humano é fadado a querer o que não pode e isso acontece e muito nos livros de hoje em dia. Eu estive lendo inúmeros livros com essa temática e cheguei a essa conclusão, não precisando de uma quantidade relativamente grande. Os badboys são capazes de causar euforia não apenas nas mocinhas, mas em todos os personagens do livro, sendo homem ou mulher. Por quê? Bem, os homens o respeitam e querem ser como eles. As mulheres... Elas os querem! Mesmo sabendo que eles são um caso extremamente perdido e que não, eles não vão aceitar ser encoleirados.

Eu gosto dos badboys!

Digo, badboys mesmo. Não aqueles que são caras amáveis com até mesmo os cães sarnentos que estão a um pequeno passo de morder a sua canela, mas aquele cara que não vai ligar para aquela velhinha que está atravessando a rua com um par de sacolas pesadas. Juro que eu procuro e muito por esses caras nos livros. Quando vejo algo dizendo que eles são badboys já tenho um pé lá no Iraque pensando que possivelmente as pessoas estão falando coisas que não sabem ou se negam a ver. Caras que são nomeados como badboys, na maioria dos livros não são mais do que playboys. É, sabe aqueles caras que gostam de flertar com todos, não levam a vida a sério e não param com uma única garota por mais de uma semana? Então, eles estão embutidos em muitos romances por aí.

Eu queria poder ler sobre um cara realmente ruim, um que não se importasse se uma bomba vai cair em território nacional porque ele realmente não se importa com quantas pessoas vão morrer por isso. Um que desse de ombros para os seus parceiros porque eles simplesmente não merecem ter uma segunda chance. Para mim, são esses os verdadeiros caras ruins. Você deve estar falando o quão maluca eu sou por preferir ler sobre um idiota total que não tem noção da vida, e, caramba, você está certa. No entanto, eu digo que gosto de ler o que realmente as coisas são.


Mas nos livros, o badboy não precisa se esforçar para fazer a mocinha cair apaixonada. Basta ele grunhir em sua direção, lhe enviar o seu dedo do meio e dizer coisas chulas em sua orelha e ele a tem. Penso que tudo isso é prático, rápido e muito eficiente na maioria dos casos. Ah, claro que eu não posso esquecer da sua longa e interminável ficha criminal não é mesmo? Não seria um badboy se não tivesse algo contra ele.

Citando algumas características dos caras ruins encontrados em muitos livros, temos:

  •  O cara fuma.
  •  O cara tem um uso excessivo de álcool antes mesmo de ser quatro da tarde.
  •  O cara é viciado em sentir dor, porque tem inúmeras tatuagens em seu corpo.
  •  O cara provavelmente dirige ou pilota algo muito legal que deixa todos babando.
  •  Ele nomeia o seu veiculo.
  •  O cara gosta de cair fora sem uma segunda chamada na manhã seguinte.
  •  Ele tem um pequeno caderninho com nome de todas as garotas que já esteve na sua cama.
  •  Ele irá se redimir ao ponto de tornar-se um capacho.

Fico impressionada por saber que, mesmo com todos esses defeitos, ainda assim, eu estou muito, muito, muito inclinada a ama-lo incondicionalmente. E, por mais motivos do que um, me obrigo a tentar entender o que as mocinhas sentem em relação a eles. Na maioria das vezes elas são tão patéticas em demonstrar o que sentem que me faz querer mata-las de mais maneiras do que uma. Então o badboy está interessado no quão inocente ela é, porque ela é inocente e é uma diversão maior para um badboy corromper toda a sua inocência. Isso sim é algo que me alegra no livro. Juro que dou altas ridas com todos aqueles comentários malignos vindos da parte dele, geralmente com algum intuito sexual e, me pergunto como na maioria das vezes essas mocinhas apenas não arrancam suas roupas e pulam em uma cama com eles. Juro, se eu tivesse Travis Maddox ou Lucas Maxfiel fazendo piadinhas de como gostaria de me despir, irmãs eu não estaria lhes dizendo isso hoje. Tem momento em que eu simplesmente quero esganar essas mocinhas.

No entanto, eis que isso não é uma regra. Sim, os badboys acabam sendo encoleirados e se redimem a cachorrinhos fofos e tatuados. O que não deixa de ser uma coisa quente, é claro.

Separei alguns badboys literários mais quentes e atuais que conheço. Eles são bonitos, sexys, dirigem uma Harley e putz, são movidos a terem ao seu redor tudo que tenha seios.

Fiz um top cinco badboys que estão fazendo a cabeça de todas as leitoras entrarem em curto e vamos lá!

No meu top cinco badboys temos: 


                                        5º Jared Trent de Bully.

O cara é bonito. Convencido e decidido a fazer a vida de Tate uma droga pelo tempo que ele achar divertido. Sim, ele merece ter um chute em sua bunda porque Bully é a prova verdadeira de que amor e ódio andam abraçados. Jared esconde um segredo que o impulsionou a fazer coisas estúpidas com Tate. Mesmo que ele seja o cara mais cobiçado da escola e um muito bom motorista de corridas clandestinas, ainda assim ele não consegue retirar Tate do seu sistema.











4º Patch de Hush Hush

Patch é um anjo. Não, não um anjo de pessoa, isso não é uma qualidade. Ele realmente é um anjo. Ele é ousado, não liga para o que falam ou pensam ao seu respeito e na maioria das vezes se comporta como um total idiota. Mas isso não o deixa menos atrativo, não mesmo. Nora se interessa mais do que o normal por ele e a coisa não é de forma alguma unilateral.










                                           3º Travis Maddox de Belo Desastre

Sim, o Travis Maddox, o cara mais gato, sexy e incontrolavelmente lindo da faculdade. Travis tem tudo o que ele quer! Todas as mulheres que quer e uma fama muito boa no circulo, afinal, ninguém é capaz contra Travis Maddox. Ninguém até ele conhecer Abby. Ele a quer, mas Abby está mais disposta a ser sua amiga do que uma das muitas conquistas de Travis. O que o deixa, realmente, desesperado por ela ao ponto de lhe fazer uma idiota aposta. Sim, Travis foi fisgado no primeiro olhar pela sua Beija-Flor.









2º Damon Salvatore de L. J. Smith

Se eu disser que não sou uma fã deste cara, seria uma mentira de merda. Eu o amo, realmente o amo. Adoro todas as suas piadas sarcásticas e Damon é o rei da ironia. A única fraqueza de Damon na minha humilde opinião é Elena. Sua briga interminável com o irmão porque simplesmente Elena não é capaz de decidir qual dos dois ela ama. Este é um fator muito negativo para mim, porque Elena para Damon é como a criptonita pro Super Man.













                                           1º Jude Ryder de Crash

Jude é o meu preferido badboy. Ele mora em um abrigo para garotos. Já foi preso algumas vezes e tem mais cinza em seu guarda-roupa do que qualquer outro. Ele tem o esse nome por causa de Hey Jude dos Beattles. Ele é um cara respeitado na escola, não apenas pela sua má reputação, mas também porque as pessoas resolveram não entrar em seu caminho. Jude é sexy e não esconde isso de ninguém. Ele é um ótimo jogador de football mesmo que não concorde com isso. Decidido, inteligente e muito tentador. Jude se interessa por Lucy (também tem o nome retirado de Lucy In the Sky With Diamonds dos Beattles) e mesmo que queira mantê-la a um braço de distância, ele não consegue. Segredos envolvem o passado de Jude dos quais ele não é capaz de mandar para longe.

O meu badboy número um realmente é ele, porque ele é um cara mal e não esconde isso de ninguém.

Bom meninas, espero que tenham gostado do meu primeiro post aqui no blog. Se souberem de mais alguns badboys, sintam-se livres para colocar aqui nos comentários e deixar-me saber sobre eles. Adoro badboys!!


Um Beijão!!




Franz Gerbatin
Real Time Web Analytics