Últimas Resenhas

[Resenha] Como eu era Antes de Você - Jojo Moyes

26 novembro 2014

Título: Como eu era antes de Você
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Paginas: 230
Ano: 2013


Sinopse:
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Olá Pessoal!!
Sei que estou sumida, mas esta tudo uma bagunça... Semana de provas, aulas de CFC e o blog tudo ao mesmo tempo!! Estou meio perdida...

Mas eis que surge a luz no fim do túnel... kkkkkkk e se tudo der certo, logo teremos mais 4 colunistas para fechar o grupo e manter o blog sempre atualizado, com notícias, resenhas e colunas de tirar o folego kkkkkkk

Mas enfim, esse feriado consegui uma pausa de descanso, e claro não podia faltar uma leitura!! Mas eis que acabaram saindo duas kkkkkkkk. Desci a serra lendo um e voltei lendo outro, tamanha a fome por palavras ...


Como estou cheia de leituras paradas na estante, acabei não entrando nos livros do momento, tanto por falta de dinheiro, como pela falta de tempo e espaço, e também por já conhecer as histórias de tanto ouvir falar...

Mas nesse domingo resolvi ler Como eu era antes de você e acabei sendo surpreendida!!! Confesso que achei que a estória fosse mais uma modinha, não tinha noção do que me esperava escondido naquelas páginas... Nada clichê e nada que se pudesse adivinhar antes da leitura!!!

Louisa Clark, mais conhecida como Lou, tem 26 anos e nenhuma expectativa do que esperar da vida... Sua vida é simples e aconchegante, e pra ela se continuar assim está ótimo!
Ela é balconista de uma lanchonete na cidadezinha de interior da Inglaterra à 7 anos,o mesmo tempo que  namora Patrick, um personal trainner e ainda mora com sua família numa casa simples no subúrbio. Nunca viu além do que sua cidade lhe proporcionava, nunca viajou e nem conhecia nada.

Tudo está muito bem, até ela perder seu emprego, pois a lanchonete será fechada, e sendo a única pessoa com uma renda fixa depois de seu pai, ela não pode se dar ao luxo de ficar desempregada...
Lou se cadastra no Centro de apoio ao trabalhador, mas descobre que não possui conhecimento suficiente para arrumar qualquer coisa descente ou que pelo menos ela consiga suportar!
E então aparece a vaga de cuidadora, para um cadeirante tetraplégico, sua primeira impressão é de que não vai dar certo, mas a vaga é simples e o salário é bom, então ela topa... Além disso, são só 6 meses... Que mal poderia acontecer em 6 meses?

William Traynor tem 35 anos, e vontade nenhuma de viver... Antes um CEO importante da cidade de Londres, ativo, namorador e esportista, hoje se vê preso a uma cadeira de rodas, totalmente incapaz de se virar sozinho, após uma fatalidade que nem ele entende.... Foi atropelado por um motociclista ao tentar pegar um táxi.

Essa não é a vida com a qual ele esta acostumado, e nem pretende se adaptar à ela, mas ele tem um acordo com a mãe, e precisa aguentar os próximos 6 meses antes de se internar na Clínica Dignitas, uma clínica na Suécia que ajuda pessoas com doenças terminais a cometer um suicídio sem dor.

No começo a relação de Will e Lou é bem complicada, e confesso que as vezes tive raiva dele por ser tão ranzinza e rabugento, mas então Lou aprende a lidar com ele e entendemos que tudo que Will queria era alguém que tratasse ele normalmente e não como um coitado!!


“E sabe o que? Ninguém quer ouvir esse tipo de coisa. Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado coma possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim”.

Os laços de amizade começam a estreitar e os dois aprendem a conviver um com o outro, Will começa a se tornar mais manso o que faz com que Lou tenha mais gosto pelo serviço que faz... A intimidade deles é tamanha que se entendem por olhar, Lou já esta no automático e entende as necessidades do will sem dificuldade.

Juntos vão aprender várias lições valiosas sobre a vida, Clark mostrará a Will a beleza das pequenas coisas e de contrapartida ele lhe ensinará que o mundo pode ser muito maior do que ela imagina e sua vida muito melhor do que ela pode imaginar.

E então, Lou descobre os planos de Will de se internar na Dignitas e resolve cumprir a missão de fazer Will mudar de ideia e aprender a gostar da vida que agora é dele, ela começa a fazer várias pesquisas de coisas que ele pode fazer e lugares que pode ir mesmo sendo tetra.

O livro é uma lição de vida, cada página e cada sentimento são únicos! A autora consegue nos fazer entender de uma forma direta e emocionante como pode ser a vida de um cadeirante. Suas dificuldades diárias, o preconceito das pessoas em relação a essa situação e tudo mais que se possa imaginar.


“Estou lhe dando isso porque poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas”. “É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida (...)”.



Em nada clichê, comece a leitura sem tentar adivinhar o fim, pois você pode errar feio kkkkk

Todos os personagens secundários são ótimos e muito bem criados, e no caso chamo a atenção para a mãe de Will Camilla Traynor, mesmo antes do acidente a relação deles já era distante, depois se torna quase insuportável já que Will não é feliz e Camilla não consegue se comunicar com o filho e apesar de ama-lo não consegue convence-lo a mudar de ideia, vendo em Clark a chance de ter seu filho de volta.

A estória é toda contada por Clark, mas alguns capitulos serão direcionados para os secundários para que possamos entender a forma como eles estão reagindo à todos os acontecimentos 


Só posso dizer ... leiam, vale muito à pena e depois voltem e me contem!!!

Super beijocas e até a próxima!!




Real Time Web Analytics